quinta-feira, 10 de maio de 2007

Felicidade?

Mentiras, máscaras, dores ocultas, semblante sempre contente e solícito a atender as mais diversas necessidades das pessoas ao seu redor, religiosidade, parecer bem, exaltar as qualidades, apagar os defeitos, subterfúgios de uma vida feliz? Sim, para quem vive nesse mundo cada vez mais imagético, onde imagem é tudo, onde ser alguém é a prioridade mais do que simplesmente ser você mesmo. Mais um na massa que se locomove sem direção e destino, vagando em busca de algo que não virá. Viver para quê? Para olhar para o outro e dizer que você é melhor? Para ostentar uma marca no seu peito e bater nele como se fosse um Deus? Imagem, capitalismo é isso o que vivemos. Há um a saída? Claro que há, existe um lugar onde imagem não é nada (mas sede é tudo...é desculpe a piração, retornando...), mas o seu interior é tudo, seja feliz de verdade, olhe para o céu, contemple a natureza e não se preocupe com o que você vai comer ou vestir, apenas em agradar a Deus.

3 comentários:

bruno miojo disse...

bom e uma honra deixar aqui o primeiro depoimento para alguem que e muito fera no que faz....
seu texto e real e fala exatamente oque muitos pensam mas nao tem coragem de dizer........a realidade........

Ka disse...

uia surpreendente
gostei mesmo Andrézãooooo

calil disse...

Lutz é o meu escritor!